Destaque (Slide Show)EducaçãoNotícias

Publicitários comemoram o dia da profissão

Setor movimenta mais de 120 bilhões ao ano

A data não poderia passar em branco. O dia de hoje é reservado à comemoração da profissão da criatividade:

Publicidade e Propaganda. Apesar do mercado de trabalho estar ainda se recuperando da crise, os publicitários têm algo a comemorar. De acordo com dados do setor, a indústria da comunicação deste segmento movimenta mais de 120 bilhões ao ano, o que corresponde a mais de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

A Publicidade leva a inovação por onde passa. Nas agências, a criatividade é sempre pré-requisito. Essa profissão é de extrema importância. Afinal, produto algum existiria sem marca, que passou pela concepção e desenvolvimento de um publicitário. Não tem para onde correr. Se quiser ter identidade e visibilidade para seus produtos, as empresas precisam arcar com esse investimento. Investimento, nunca custo.

Eder Bastos é publicitário e atualmente trabalha como diretor de comunicação em uma prefeitura no interior da Bahia mas nunca abandonou o olhar publicitário. Apaixonado pelo setor de criação, ele sempre mantem viva a essência da Publicidade e Propaganda. “Nunca me imaginei fazendo outra coisa, a não ser a Publicidade. Desde sempre, gosto de criar”, afirma.

Eder acredita que as empresas hoje vêm percebendo o valor da Publicidade, principalmente nas redes sociais, para o sucesso dos seus negócios. “Está acontecendo uma revolução nas empresas. Com esse “boom” que as redes vêm promovendo, acaba movimentando muito o setor. Seja off-line ou online, as empresas que não querem ficar para trás sabem que precisam aparecer”.

Por ter estagiado desde cedo, o publicitário nãos teve dificuldade de entrar no mercado. “O estágio é muito importante para ganhar espaço no futuro mercado de trabalho”, sinaliza, lembrando da importância de manter-se sempre atualizado. Depois de graduado, Eder já fez especialização em Gestão Pública e está finalizando MBA em Marketing Digital, “A Publicidade está em constante movimento”, conclui.

Vanessa Casaes | Agência Educa Mais Brasil

Tags

Artigos relacionados

Fechar