A beleza do circo iluminando alunos

Cambalhotas, palhaços, teatro de bonecos, enfim, a leveza necessária em tempos que se necessita tanto de projetos de cultura de paz, chegará nesta quinta (02/06), às 10h15 e 14h, na Escola Classe 410 de Samambaia (Qn 410 Ae Setor Norte, Setor Norte – Samambaia Sul).A EC 410 será a terceira de cinco escolas públicas de ensino fundamental de Samambaia a receber a nova montagem do espetáculo circense da companhia Circo Boneco e Riso, intitulado FAMÍLIA ZEZITO, que contará com 10 apresentações gratuitas no total. Em breve serão divulgadas as outras escolas participantes. A primeira foi o CEF 427 e a segunda o CAIC Ayrton Senna.  O Projeto Família Zezito é patrocinado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, do GDF, por meio do Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC-DF). 

A nova montagem terá a participação de artistas experientes e novatos do Circo, Boneco e Riso, criada e coordenada pelo Mestre e sua família, e que ainda hoje encanta crianças do DF e do entorno. 

“Hoje esses artistas são herdeiros diretos de uma tradição que merece todo um respeito por sintetizar mais de quarenta anos de conhecimento e prática adquiridas em vários picadeiros, praças e ruas de diferentes cidades do Brasil”, afirma a palhaça Canela, viúva do mestre Zezito e proponente do projeto, Neide Nazaré.

Neide também explica que o projeto vai integrar no mesmo espetáculo artistas que pesquisam as linguagens do palhaço, música e teatro de bonecos. 

Circo Boneco e Riso

O grupo Circo Boneco e Riso foi fundado por José André dos Santos – imortalizado pelo apelido de “Mestre Zezito” – que, em 1991, transferiu-se para o Distrito Federal. Em 1994, os integrantes do grupo começaram a desenvolver oficinas de confecção de brinquedos populares, oficinas de perna de pau, entre tantas outras.  Mestre Zezito tornou-se o Palhaço Pilombeta, criativo, encantador das crianças, jovens e adultos com números espetaculares de trapézio, equilíbrio, mágicas e outros. Ainda no circo começou a brincar com teatros de bonecos, mamulengos, bonecos gigantes, cantigas de palhaços, sempre ensinando jovens das periferias, das ruas, de grupos diversos.  Foi nesse meio que conheceu Rosineide de Nazaré, sua esposa, com quem teve três filhas, Rita de Cássia, Maria e Isabel, que completam o grupo nos trabalhos de oficina de brinquedos populares, oficinas teatrais e outros.  

A Companhia traz a mais genuína alma do circo popular brasileiro em suas intervenções pela simplicidade com que vem perpetuando números tradicionais de circo tais como: mágicas, mamulengo, entradas de palhaços, malabarismo, perna-de-pau, monociclo, ventriloquia e canções populares. Tendo influências de muitos artistas do Distrito Federal e Goiás, bem como tem sido foco de interesse de pesquisadores da cultura popular brasileira. Atualmente, a mais representativa mostra de Arte circense de Brasília lava o nome do mestre, a Mostra Zezito de Circo.

Em 2006, com o falecimento do saudoso Mestre Zezito, o grupo passa a ser dirigido por Neide, dando continuidade ao trabalho do mestre.  Em 2007, o Grupo recebeu o prêmio Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo.. Hoje, a família continua seu legado, de encanto e educação cultural.

Serviço:

O quê: Espetáculo Família Zezito, pelo Projeto homônimo, integrando no mesmo espetáculo as linguagens do palhaço, da música e teatro de bonecos. Serão ao todo dez apresentações em cinco escolas públicas do Gama (duas em cada)

Onde: Escola Classe 410 de Samambaia (Qn 410 Ae Setor Norte, Setor Norte – Samambaia Sul).

Quando: Quinta (02/06) às 10h15 e 14h

Em breve serão divulgadas as outras escolas participantes
O Projeto Família Zezito é patrocinado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, do GDF, por meio do Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC-DF).

Danrley Pereira

Social Media, Jornalista DRT nº 0012449/DF e Desenvolvedor de Soluções Web e Softwares Cross Plataform.

Artigos relacionados

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios