27 de outubro de 2021
Encceja 2020: exame acontece em 29 de agosto; veja como se preparar

Encceja 2020: exame será aplicado em 29 de agosto; veja como se preparar

Mais de 1,6 milhão de participantes estão confirmados para esta edição

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o cronograma do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2020. Os mais de 1,6 milhão de participantes confirmados desta edição realizarão o exame no dia 29 de agosto, nos turnos da manhã e da tarde, nos horários de 9h às 13h e de 15h30 às 20h30.

Do total de inscritos, 301.438 buscam a certificação para o ensino fundamental e 1.328.608 para o ensino médio. O exame é voltado para quem não concluiu os estudos na idade apropriada. Por meio do Encceja, os participantes têm a oportunidade de conseguir a certificação tanto para o ensino fundamental quanto para o médio.  Os gabaritos das provas deverão ser divulgados no dia 1º de setembro.

Para quem está se preparando para as provas, na página do Inep estão disponíveis apostilas gratuitas, além das provas de anos anteriores e dos respectivos gabaritos.

Como funciona a prova do Encceja 2020?

O Encceja é composto por quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha e uma redação. Aqueles que desejam obter a certificação do ensino fundamental farão provas de ciências naturais e matemática pela manhã e de língua portuguesa, língua estrangeira, artes, educação física, redação, história e geografia à tarde. Para obter essa certificação, o estudante precisa ter pelo menos 15 anos completos no dia do exame.

Já os que desejam um certificado do ensino médio responderão questões de ciências da natureza e matemática pela manhã e linguagens, redação e ciências humanas à tarde. Para fazer essas provas é preciso ter pelo menos 18 anos completos.

Para conseguir a certificação é necessário atingir uma pontuação mínima de 100 pontos em cada prova objetiva. No caso da redação que vale de 0 a 10, a média é de 5 pontos. Os candidatos que conseguirem nota mínima em uma ou mais de uma, mas não em todas as áreas, terão direito a uma declaração parcial de proficiência, ficando isento de realizar as provas da área que já foi aprovada em edições futuras.

De acordo com o Inep, além de possibilitar que os estudantes sejam certificados e sigam adiante em suas trajetórias educacionais, o exame oferece parâmetros para autoavaliação que podem orientar os inscritos na continuidade da formação e na colocação no mercado de trabalho.

Além disso, os resultados do Encceja também são usados como referência nacional de avaliação. O exame possibilita, por exemplo, que os gestores educacionais utilizem esses dados para entender o cenário educacional do país e evitar que estudantes se atrasem na formação ou mesmo que abandonem os estudos.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

View all posts by Israel Carvalho →