Destaque (Slide Show)NotíciasNotícias do GamaPolítica

Lideranças do Gama aproveitam visita do governador Ibaneis Rocha para protestar contra o aumento das passagens de ônibus no DF, neste sábado (18/1)

Nem tudo são rosas, existem espinhos; nem tudo é caminho, existem pedras "Jônatas Alberto"

“Inauguração” da Avenida dos Pioneiros – Parte I; e Parte II:

Por Juan Ricthelly

A Avenida dos Pioneiros é tão antiga quanto o Gama, nasceu num primeiro momento da genialidade do Arquiteto Paulo Hungria Machado, rabiscada em algum pedaço de papel qualquer, para ganhar vida por meio dos cortes de trator no meio do Cerrado que aqui existia, fruto do trabalho de pioneiros que dedicaram suas forças para construir essa cidade.

Em 2020 o Gama completa 60 anos, assim como a Avenida dos Pioneiros, que foram inauguradas no dia 8 de Outubro de 1960 pelo então prefeito Israel Pinheiro, mas na manhã de hoje (18/01), o Governador Ibaneis Rocha, acompanhado de sua trupe e um punhado de deputados, dentre eles, um em especial que se considera dono político da cidade, alardearam com toda a pompa e circunstância o início das obras de recapeamento da avenida, numa teatralidade digna da inauguração de uma obra faraônica, pena que era só o recapeamento de uma avenida.

O palco foi armado próximo ao Hospital Regional do Gama – HRG, com dezenas de faixas de agradecimentos exagerados ao nosso senhor feudal do Buriti e ao seu vassalo distrital, parecia até que teríamos um concurso de faixas.

Lideranças sempre envolvidas nas questões da cidade não paravam de chegar, o povão que era bom, nada, já as hostes zumbis de comissionados vestidas com as cores e nomes de seus amos, eram numerosas e o seu volume contrastava com os demais presentes.

O espetáculo havia sido anunciado, o palco estava armado, o governador não havia chegado ainda, mas chegaria em breve, boa parte do público em potencial estava em suas casas, de modo que uma plateia comissionada, paga mensalmente para gritar, urrar, berrar e aplaudir sem qualquer critério, estava livre para cumprir com o seu papel.

Houve um anuncio discreto nas redes sociais, que haveriam protestos contra o aumento da passagem, aproveitando a presença do Governador e seus serviçais, um grupo pequeno de quatro pessoas brotou no meio da multidão com cartazes que diziam:

“5,50 é roubo!”

“Ibaneis não anda de buzão!”

“Respeitem o Gama!”

“Donizet não é dono do Gama!”

“#5,50 NÃO!”

Causando olhares surpresos, hostilidades e desconforto, o incomodo que causavam era visivelmente maior que o seu número.

Continua…

“Inauguração” da Avenida dos Pioneiros – Parte II

Segure os seus cães de caça deputado!

O Governador chega, e não tem como ignorar os cartazes, se dirige a um manifestante e inicia o seguinte diálogo:

— Tá bom! Já pode baixar o cartaz!

Silêncio e cartaz em riste.

— Você é estudante?

— Não te interessa!

— Se for, você não deveria estar reclamando, pois não paga passagem!

— Vai pro inferno seu canalha! Deveria ter vergonha em extorquir a população com esse aumento abusivo!

— Vai se criar moleque!

— Moleque é a ***** seu *****!

Um bate boca com gritaria se inicia entre o “moleque do cartaz” e o governador, sendo abafado prontamente por outras pessoas, mal sabia o governador que alguns anos antes havia entregue pessoalmente a carteirinha de advogado ao moleque numa solenidade da OAB.

Os discursos começaram, sendo seguidos por salvas de palmas pagas ao seu fim, os assessores do Deputado Daniel Donizet tomaram um dos cartazes, começaram a empurrar e tentar intimidar o pequeno grupo subversivo, levantaram faixas enormes para esconder pequenas cartolinas brancas e tentaram tomar os cartazes restantes quase iniciando uma briga que logo foi evitada, por um dos assessores com algum bom senso na cabeça.

Nada disso adiantou, os cartazes seguiram levantados durante todo o evento na cara do Governador e dos presentes, que não conseguiam esconder o seu desconforto, a equipe de segurança tentou intervir de todas as formas, sendo filmada cada vez que ensaiava o início de uma abordagem mais agressiva.

— Qual o problema? Não pode levantar o cartaz?

— Estou garantindo a segurança do governador!

— O cartaz está ameaçando a segurança dele?

— … Está na minha cara!

— Sua cara é lá em cima?

E essa foi a dinâmica de toda a atividade, um dos momentos mais marcantes de todas as falas, foi quando o Deputado Donizet afirmou que havia 23 anos que a Avenida dos Pioneiros não recebia um recapeamento. Tá mal informado viu deputado! Tem isso tudo não, quem mora aqui e vive essa cidade sabe, como o senhor não vive aqui, é normal não saber.

Por último, gostaria de externalizar o meu repúdio aos assessores do Deputado Daniel Donizet, que não se contentaram em cumprir com o seu papel de plateia comissionada, paga com dinheiro público, incorporando a máscara de verdadeiros jagunços, numa tentativa antidemocrática de agredir outras pessoas e turbar uma manifestação pacífica em uma atividade pública.

Como bem disse um dos cartazes, que foi prontamente despedaçado pela fúria incontida de pessoas possuídas por alguma vontade maligna e irracional: “Donizet não é dono do Gama!”

Assista o vídeo com Juan Ricthelly

Por Juan Ricthelly
Da redação do Gama Cidadão com adaptações – 18/01/2020

 

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

Artigos relacionados

Fechar