Destaque (Slide Show)Meio Ambiente e a SustentabilidadeNotícias

Planeta Terra atinge em 2019 o esgotamento de recursos naturais mais cedo da história

A partir desta segunda-feira (29), humanidade estará usando mais do que a Terra consegue repor

Nesta segunda-feira (29), o planeta Terra atingiu o ponto máximo de uso de recursos naturais que poderiam ser renovados sem custo ao ambiente em 2019. A estimativa é da Global Footprint Network, organização internacional que contabiliza o quanto é usado para as necessidades de um indivíduo ou de uma população.

A organização calcula a chamada “Pegada Ecológica” das atividades humanas no mundo. O cálculo mede a área terrestre e marinha necessária para produção de todos os recursos consumidos a ponto de que o planeta ainda consiga se regenerar.

Em 2019, a humanidade atingiu a data-limite três dias antes do que em 2018 — e mais cedo do que em toda a série histórica, iniciada em 1970. Significa que, a partir de agora, todos os recursos usados para a sobrevivência entrarão “no vermelho”, uma espécie de crédito negativo para a humanidade.

De acordo com os cálculos da Global Footprint, se for mantido o ritmo atual de consumo, teremos consumido 1,7 planeta Terra até o final deste ano.

No vermelho

O planeta entrou em déficit de recursos naturais em 1970 e, desde então, os seres humanos têm consumido mais do que a Terra consegue se regenerar. Nas últimas duas décadas, a data-limite tem chegado cada vez mais cedo.

“Os custos deste excesso estão se tornando cada vez mais evidentes em todo o mundo, sob a forma de desflorestação, erosão dos solos, perda de biodiversidade e acumulação de dióxido de carbono na atmosfera, levando a alterações climáticas e a secas, incêndios e furacões cada vez mais graves”, diz a organização.

A Global Footprint Network informou ainda que projeções moderadas das Nações Unidas para o aumento da população e do consumo indicam que em 2030 precisaríamos da capacidade de duas Terras para acompanhar nosso nível de demanda por recursos naturais.

No site da organização, neste link, é possível colocar dados pessoais e inserir informações sobre quanta carne é consumida, se a comida é processada, se é produzida localmente, entre outras informações, para se calcular a sua “Pegada Ecológica” e quantos planetas seriam necessários se todos consumissem da mesma forma.

Fonte: gauchazh

Tags

Danrley Willyan

Social Midia, Jornalista (número de registro: 0012449/DF) e Desenvolvedor Web

Artigos relacionados

Fechar