Polícia deflagra operação contra rachadinha na CLDF

A Operação Melinoe foi deflagrada, na manhã desta terça-feira (14), para investigar suposto esquema de rachadinha no gabinete do deputado distrital Daniel Donizet (PL).

A ação, conduzida pela Polícia Civil (PCDF) e pelo Ministério Público do Distrito Federal, apurou a existência de funcionários que assinavam o ponto, mas não trabalhavam efetivamente na Câmara Legislativa do DF. Estes servidores fantasmas passariam parte dos salários ao deputado contratante.

A Polícia faz buscas no gabinete de Donizet e em oito endereços ligados ao parlamentar, no Distrito Federal e em Goiás.

As investigações tiveram início em 2019, após o deputado ser denunciado sobre o esquema de contratação de pessoas que não prestavam serviço à CLDF, mas que seguiam recebendo seus salários.

De acordo com a PCDF, o chefe de gabinete de Donizet seria o responsável por recolher a parte dos pagamentos no esquema de rachadinha.

O nome da operação foi bem sugestivo: “Melinoe”. Na mitologia grega, corresponde  à Deusa dos Fantasmas e, também, das Oferendas e Cerimônias Fúnebres. Na cidade do Gama, onde o deputado tem atuação, um músico e morador da cidade, Juan Ricthelly, criou o “Samba do Coveiro” em alusão ao deputado distrital Daniel Donizet. Parafraseando Chico Anysio, em Bento Carneiro: “Vingança será malígna em 2022”.

*Com informações do Diário do Poder com adaptações – 14/12/2021

Tags

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios