Privatização da CEB é aprovada em assembleia com acionistas

CEB

Assembleia geral extraordinária ocorreu na tarde desta terça-feira (13/10) e contou com a aprovação da maior parte dos acionistas para a venda da CEB Distribuição

A assembleia geral extraordinária de acionistas da Companhia Energética de Brasília (CEB) terminou com a aprovação do processo de privatização da CEB Distribuição. A reunião ocorreu na tarde desta terça-feira (13/10) e contou com o parecer positivo de 6.998.430 votantes, contra 1.058 contrários.

Está marcada para quarta-feira (14/10), às 11h, uma nova assembleia, desta vez aberta à população em geral, que será transmitida de forma virtual pelos canais de comunicação da companhia. Entre os próximos passos estão a revisão e publicação de um edital de leilão.

O valor mínimo de venda foi fixado em R$ 1,4 bilhão após duas avaliações contratadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O governador Ibaneis Rocha (MDB) comentou hoje que a expectativa é de que o valor chegue entre R$ 2 bilhões e R$ 2,5 bilhões, “por ser um bem que é muito cobiçado pelos empresários da área”.

“Houve aprovação majoritária para alienação. Votaram GDF, Novacap e um conjunto de acionistas e investidores. A CEB foi avaliada em R$ 2,4 bilhões, que é extremamente elevado, mas se endividou e perdeu o valor”, comentou o presidente da companhia, Edison Garcia.

*Com informações do Correio Braziliense – 13/10/2020