Notícias

Virada Cultural no Planalto Central

O Clube Vizinhança da Vila Planalto recebeu, nesta sexta e sábado (16 e 17), a “Vila, Virada Cultural”, ações de mobilização e transformação comunitária foram realizadas na praça Nelson Corso. O evento ao ar livre contou com apresentações musicais, ações ecológicas e sociais, voltadas para o público adulto e infantil. A programação inclui teatro, exposições de artesanato, moda, feiras de alimento, gincanas, troca de livro na Banca de Poetas, oficinas e apresentações musicais.

“Para nós, responsáveis pela Banca de Poetas, foi uma alegria enorme sermos convidados a participar da programação da virada cultura da Vila Planalto. Reduto de pioneiros, esse bairro bucólico guarda segredos que gostaria de divulgar. Por ali passaram muitas pessoas que hoje vivem em outros endereços da capital, mas que nunca esquecem a terra vermelha de onde Brasília deu seus primeiros passos”, disse José Garcia, o Dedé

Joãozinho da Vila, como é conhecido o nosso querido amigo organizador dessa festa, não se intimidou com as dificuldades de sempre e mandou ver! Convidou amigos, fez parcerias e cumpriu à risca tudo aquilo que ouvimos durante o lançamento do Edital do FAC que diz respeito à ocupação de praças, vias públicas e espaços em desuso. Foi da boca da Senhora Marcia Rollemberg que os participantes do evento de lançamento do edital ouviram essa sugestão: atuar em parceria com as embaixadas, desenvolver programas de Rádios comunitárias e, principalmente, ocupar as praças.

Quiséramos que cada um fizesse como o poeta Joãozinho da Vila. Ao convidar a Banca de Poetas Joãozinho foi enfático: durante o dia no chão com as crianças e à noite no palco com os poetas botando Banca! Assim seguimos à risca as ordens do patrão. Montamos o cenário e aos poucos fomos recebendo os convivas para a troca de saberes por via do livro. A velha e boa troca de livros não demorou a concretizar-se. Foi o poeta e jornalista Pedro Batista que inaugurou o certame com uma troca mais do que justa. Trocou uma obra de sua autoria pela obra de um autor chileno e saiu todo feliz para o deleite de um leitor exigente, sem gastar um tostão. O varal poético também não faltou com a presença. É o momento Bashô! Crianças e adultos todos juntos por uma tarde de leitura e comunhão, atores da companhia Mapati visitaram o picadeiro para uma foto de recordação. Mal sabiam, que assim, entrariam para a história do Teatro Literário.

A Cia. Teatral Mapati tirou muitas gargalhadas da plateia no final de tarde com um dos seus espetáculos de maior sucesso, O Mágico de Oz. Com narrativa em cordel, a versão da Companhia exibe figurino com tonalidade da cultura popular, com trilha original e concebida especialmente para a montagem. E assim foi até a boca da noite quando subimos ao palco. Banca de Poetas e o pessoal do Celeiro Literário para mais uma etapa da virada cultural da Vila Planalto. Na arena principal, José Garcia Caianno, Cumpade Ancelmo, Paulinho de Olinda, a Poetisa Seira Beira e o poeta Rego Junior que aproveitou a ocasião para divulgar seu livro Rigoto das Palavras. O Celeiro  Literário subiu ao palco representado por Ronaldo Mousinho Elias Antunes e o Poeta Ismar Lemes de Abreu. Entre as atrações estão Célia Porto e Rênio Quintas, Renato Matos, Zenn, Cia. Mapati, Geraldo Carvalho e o projeto Samba Móvel.

 

Galeria de fotos. Clique aqui! 

Da Redação do portal Gama Cidadão 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Veja Também

Fechar
Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar